SINAIS DO FIM DO AMOR: QUANDO PERCEBEMOS QUE O AMOR CHEGOU AO FIM?

Festejou-se o aniversário de um homem muito modesto. E apenas no final do banquete é que se percebeu que alguém não tinha sido convidado: o festejado.

Anton Tchekhov

 

nem-todo-ponto-final

Pessoal, é difícil a gente estabelecer quando uma coisa termina, pois já vi muitos relacionamentos começarem, exatamente, quando estavam terminando… É muito difícil mesmo, entender essa questão, porque cada caso é um caso, é  difícil ser preciso nesse assunto, porque não há nenhuma garantia que algo está no fim, ou no começo, quando falamos de relacionamento humano.  Eu, pessoalmente, creio, que as coisas nunca acabam no dia que estão acabando…  Elas “vão se acabando”, no mais, tudo é desculpa para um final. São palavras que não são ditas no momento certo, ou o momento era certo e as palavras mal ditas, enfim… Algumas coisas vão se acumulando e até uma toalha molhada jogada na cama, pode ser motivo de briga e separação, mas o importante é você entender, que nada é definitivo, as coisas são cíclicas e, com excessão do amor, a única coisa que não pode acontecer, são as agressões.

images (6)

Então, se nesse momento você está chorando debaixo do chuveiro, isso é muito grave, é grave demais e, ao longo dos anos de exercício constante de atendimento, eu pude notar alguns indícios de que a energia que move um casal para frente se esgotou. Qualquer tentativa dali para a frente aparece como uma tentativa desesperada de impedir que as mudanças inevitáveis aconteçam.

Essas mudanças, muitas vezes são silenciosas, mas sempre são VISÍVEIS, vamos colocar algumas aqui:

post-casamento-2

01.  Ausência de conversas de conversas e não estou falando aqui das famosas DRS não, falo daquelas  onde o casal pode até conversar, mas normalmente são assuntos banais ou usuais. Eles trocam informações, mas estão muito pouco interessados no universo da outra pessoa. Cumprem o ritual do casal que se comunica, mas não dialogam EFETIVAMENTE, apenas interagem, mas não se expressam. Guardam reservas de seu mundo íntimo. Amargam boa notícias sozinhos e suportam maus momentos em silêncio.

download (1)

02. A perda de brilho nos olhos: esse é o sinal mais clássico… Aquele vigor antigo, que faz a pessoa olhar uma para outra, como quem olha para uma jóia, um carro ou uma paisagem linda acabou… O casal mal se olha, agem como se estivessem num elevador com paredes frias e sem espelhos… Quando se olham sentem aquela sombra do passado pesando sobre eles. Daquela pessoa por quem se encantaram e que morreu com o passar do tempo.

2104700-9500-rec

03. As brigas, as agressões aumentam em seu número e a frequência de discussões por questões pequenas aumentam. Não são como as brigas de jovens casais que reivindicam o amor ou por saudade não atendida, são brigas rançosas e cheias de acusações pesadas. Eles já estão muito machucados e pouco dispostos a ceder, ou oferecer algo um para o outro. Então, fica difícil qualquer tipo de acordo e todo o relacionamento, passa a ser como um carro que teve seus eixos danificados e, nessas, horas, é importante a parada na oficina, mas não para fazer uma simples revisão, a parada tem que ser total, completa!

Entressafra_Olho_2

04. Pensa na vida de solteiro(a) que levava antes, um ou os dois, começam a fantasiar uma vida sem aquela pessoa. Retomar sonhos de infância e adolescência. Colocar os projetos em dia, passam a ter um mundo paralelo, cheio de realizações que não mais incluem o parceiro. Sem notar já está mais solteira do que comprometida.

images (7)

05. Sente coisas por outras pessoas. Como o coração humano vive de esperanças e amores, é natural que a mente comece a buscar estímulos para continuar seguindo em frente. Daí surgem os amigos do trabalho, amigos de amigos, prestadores de serviço… No fundo, qualquer pessoa, que ofereça um afago especial pode entrar nessa categoria. Traições podem acontecer nesse momento e são mais fruto de desespero do que sacanagem.

tristeza

06. A tristeza se instala de vez e tudo vira um mal-estar, uma angústia sem nome, um desejo de que tudo pudesse voltar no tempo, começar de novo para impedir os erros do passado. Nesse estado a pessoa fica revisitando cada falha, cada episódio e tentando encontrar um culpado, ou apenas se mortificando consigo mesmo. Procura-se mil e um motivos para explicar a questão. Essa tristeza pode se manifestar em aumento ou perda de peso, desleixo com a aparência e pouco entusiasmo em fazer as programações de lazer habituais.

images (8)

07. A sensação de asfixia passa a tomar um lugar importante e tudo parece aquele dia de volta das férias. Sabe, ao encontrar a pessoa “amada”, a sensação de asfixia é enorme.  Você tem saudade da pessoa quando está longe dela, mas quando a vê sente repugnância ou desconforto. A saudade é daquela pessoa que você idealizou. É comum confundir essa saudade ao pensar que isso é sinal de que ainda existe amor. Quando o fim-de-semana ou um feriado vai chegando o desespero sutil começa. As segundas-feiras são um alívio, afinal mergulhar no trabalho ameniza a sensação de prisão amorosa.

2103459-1021-rec

08. Dificuldade em fazer planos torna-se uma perspectiva de um futuro que costuma mover um casal, mas que não funciona mais. Nessa fase, é quase impossível pensar em planos comuns. Aquela asfixia que surge ao ver a pessoa também aparece mentalmente. Férias, feriados, festas de aniversário, natal, ano novo são verdadeiros pesadelos. Pensar em mais 10 anos à frente é inimaginável. Provavelmente você vai fazer a pergunta, e se eu estiver passando por isso o que devo fazer?

298498_493434214014799_1374384649_n

Bela pergunta, meu caro, bela pergunta… Eu não sei, mas vamos tentar ver pelo lado positivo das coisas: Uma forma de diminuir o desapaixonamento,  é “corrigir” estas distorções demasiadamente otimistas sobre o amado rejeitador. Uma forma de fazer isso é questionar a percepção das suas qualidades e dedicar tempo para pensar e conversar sobre os seus defeitos. Pouco a pouco, estes pensamentos ruins sobre o parceiro vão minando os sentimentos amorosos em relação a ele. E a máxima de que uma paixão só se cura com outra? A psicóloga e psicoterapeuta de casais, Cristiane Pertusi, avalia que novos investimentos afetivos são importantes para superar tristezas, mas é importante a pessoa não colocar outra paixão, impulsivamente, que a impeça de lidar com tristeza, de avaliar seus erros na relação findada e até mesmo não ‘tapar o vazio’ deixado sem tempo para elaborar o luto, ou seja, a perda.

1270261610381_f

Ser capaz de seguir em frente vai estar relacionado ao seu estilo emocional. Mas, lembre-se de que o que traz resultados a médio e longo prazo mesmo, é você buscar se conhecer e aprimorar erros, assim como elaborar a perda de maneira significativa para que, nos futuros relacionamentos, não traga conflitos mal resolvidos do passado.

O importante é ver e rever tudo, todos os fatos, antes de fechar o assunto e, se isso não puder mais ser feito, então é a hora de se deixar ir e deixar que o outro vá… Talvez não para sempre!

images (10)

 

 

Um comentário em “SINAIS DO FIM DO AMOR: QUANDO PERCEBEMOS QUE O AMOR CHEGOU AO FIM?

  • É isso aí,… quando a gente deixa a rotina tomar conta de nossa vida íntima…quando a voz do ciúme fala mais alto, tudo se torna difícil; quando desviamos o olhar de nossa companheira(o) e vemos qualidades e beleza em outra(o)., mas para dar fim a tudo isso, é necessário recomesçar, fazer novamente as mesmas coisas que fazíamos e deixava nossa(o) companheiro feliz: um elogio, um simples presente, andar de mãos dadas, jogar trevesseiro um no outro, sem contar aquela espinha nas costas que nunca se seca, para que aí sentimos o toque um do outro que nos dá um sensação de prazer que não se acaba, sempre que sentimos esse toque desinteressado… Que essa espinha não se acabe. Vamos reconquistar a pessoa amada. O homem realizado é aquele que reconquista a sua mulher amada.” Olhai os lírios do campo…”

  • Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    Seguir

    Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

    Junte-se a 2.060 outros seguidores

    %d blogueiros gostam disto: