VAMPIROS: COMO IDENTIFICÁ-LOS E COMBATÊ-LOS

VAMPIROs“Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem. Fique ligado, eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa fiada, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está entregando a eles seu rico pescocinho e mais. Este “mais” você vai acabar descobrindo o que é com o tempo.  Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões.

Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne.

Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço, como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. Aí ele se revitaliza e bate as asinhas. Acontece em São Paulo, Manaus, Recife, Florianópolis, em todo lugar, não só na Transilvânia. E ocorre também entre amigos, entre colegas de trabalho, entre familiares, não só nas relações de amor.
Doe sangue para hospitais. Dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho. Mas não doe para aqueles que sempre, sempre, sempre vão lhe pedir mais e lhe retribuir jamais.

Martha Medeiros

images

Os vampiros de Energia existem e estão mais próximos de nós do que podemos imaginar… Com certeza, você algum dia,  você já se sentiu mal perto de pessoas que sugam a nossa Energia Vital e nos fazem passar pela desagradável sensação de desânimo e mal estar súbito. Um dos principais sintomas, ao entrarmos em contato com Vampiros Energéticos, é começarmos a bocejar, sem nenhum motivo aparente, sentir uma moleza no corpo, às vezes até dores, especialmente na nuca, não conseguir formular pensamentos claros, o que lhes permitem ter maior acesso a nossa energia cerebral.

vampira

A irritação com a presença dessas pessoas, também é um indicador forte de que estamos diante de um Vampiro, isso nos faz ter uma baixa de energia, estado de confusão mental, dores de cabeça, do tipo enxaqueca e isso pode ser verificado, inclusive, através de um simples telefonema, ou email de pessoas desse tipo. Pois as suas energias são tão baixas, o nível de vibração é tão pequeno, que nos atinge, muitas vezes em forma de pequenas palavras, que num outro momento, ou com outras pessoas, não teriam a menor importância…

Esse quadro, chega ao limite do insuportável,  quando essa pessoa, faz parte do nosso círculo de amizades, familiar, ou quando se trata de alguém com quem temos de compartilhar o nosso ambiente de trabalho, a situação, então, torna-se mais séria!

inveja4

Muitas pessoas confundem “baixo astral”, “olho gordo”, “pessoas carregadas”, com os Vampiros Energéticos e isso facilita, ainda mais, as suas ações e tornam os seus ataques muito mais regulares e, por mais que nos protejamos espiritualmente, as nossas casas, locais de trabalhos, sempre serão atingidos, uma vez que essas pessoas, por não serem identificadas, continuam a nos sugar espiritualmente.

Todos nós somos Energia Pura, nascemos assim, o que vivemos, como vivemos, do que alimentamos nossas mentes, almas e pensamentos é que terminam sendo os responsáveis pelo que emanamos, então, se reagimos positivamente diante dos que nos é oferecido, o nosso ambiente será envolvido dessa mesma energia. Cada um de nós possui um padrão energético, que é determinado pelo tipo de pensamento, sentimentos e condição física. Todo mundo tem antipatia gratuita por determinadas pessoas sem nem mesmo ter mantido algum tipo de comunicação com elas. O que acontece nesses casos, é uma incompatibilidade energética, embora o contato possa ser amistoso. A mesma regra vale para as relações de simpatia e afinidade.

3despertar

Em resumo, além de todos os tipos de comunicação possíveis, ou seja, fala, audição, toque, visão e escrita, estamos o tempo inteiro, diariamente, nos comunicando energeticamente. Nosso campo energético interage com o do ambiente e com o das pessoas com quem mantemos as nossas relações diárias. O ideal seria mantermos uma comunicação sadia, pautada pela troca de energias de maneira equilibrada e cooperativa. Entretanto, como ainda estamos muito distantes disso, alguns acabam sugando muita energia e dando pouco em troca, desvitalizando assim os ambientes e as pessoas.

Dessa forma, podemos definir como “Vampiros de Energia” todas as pessoas que estão em profundo desequilíbrio interno. As frustrações, baixa auto-estima, ressentimentos, complexos de perseguição e de se fazer de vítima, inseguranças e, acima de tudo, os egoísmos, são estados psíquicos que fazem com que a configuração energética da pessoa se torne desequilibrada, afetando, negativamente, todas as que convivem com elas, roubando-lhes sua energia vital. Alguns chegam a interferir de forma concreta na vida pessoal de suas vítimas através de intrigas, fofocas, competição desleal, inveja e isso agrava mais e mais a situação.

Etiqueta-e-Comportamento-Relacionamento-no-trabalho-parte-I

O pior, é que a vida nas grandes cidades desequilibra ainda mais as relações entre os seres humanos. O Homem Moderno se afastou da Natureza, que é nossa maior fonte de alimento energético. Não existe nada comparável a um banho de mar, rio ou cachoeira e o contato com as plantas e os animais, ou com o ar puro de uma montanha,  para reciclar e repor as nossas energias interiores. Outra importante fonte de energia é o sono. Todos nós sabemos dos efeitos nocivos de uma noite mal dormida e as consequências que elas trazem para o nosso dia-a-dia e, como não dispomos de uma fonte eficiente para reciclar as energias estáticas e temos desequilíbrios pessoais, o resultado é um contingente enorme de seres desvitalizados. Daí então, essas pessoas que não conseguem se manter em equilíbrio, passam a ter como única saída de sobrevivência, o roubo energia de quem estiver mais perto.

foto_cba9f59d40d3b9e

A competitividade dos ambientes de trabalho é outro fator negativo. Como não somos educados para a cooperação e para sermos felizes, pois durante toda a vida, somos orientados, mesmo com todas as boas intenções de Pais e mães, que tudo que é bom é pecado, ilegal, ou engorda, acabamos nos fechando num mundo só nosso e encarando o semelhante como ameaça à nossa felicidade.

JOSÉ ALHO

 

PRINCIPAIS TIPOS DE VAMPIROS MODERNOS:

É sempre  bom lembrar, que devemos, diariamente, verificar através de uma auto-análise, se não estamos sendo, também, Vampiros, mas isso deve ser feito com bom humor e entender sempre, que para tudo tem uma solução!

images (1)

 

O Vampiro Cobrador:

images (2)

Esse tipo cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, quer logo saber por que não telefonamos nem o visitamos. Portanto, a melhor defesa, é nunca aceitar esse tipo de culpa, senão estará abrindo portas para essa energia. O melhor a fazer, com esse tipo, é usar a mesma arma, ou seja, devolva a pergunta, questionando por que ele não liga ou não aparece. Deixe-o confuso, não o deixe retrucar e se retire imediatamente de perto.

Vampiro Crítico:

como-lidar-com-pessoas-criticas-demais

Sabe aquelas pessoas que só sabem criticar? Pois é, aqueles que todas as suas observações são negativas e destrutivas. Sempre veem a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência está sempre presente e tende a criar, na vítima um estado pesado e abrir um sistema para que a energia seja sugada. Diga “não” às suas críticas. Nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim.  Nunca, sobre hipótese nenhuma entre nessa vibração e fuja, fuja o mais rápido possível.

Vampiro Adulador:

03

Esse todo mundo identifica de cara: São os famosos  “Puxa-Saco”. Adulam o ego de sua vítima, cobrindo-a de elogios falsos e tentando seduzi-la pela adulação. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que o orgulho da vítima abra as portas de sua aura para sugar a energia. Lembrando sempre, que o demônio, quando de suas necessidades, cita a Bíblia em inglês, para mim, esses são a pior espécie.

Vampiro Reclamador:

conselhos-de-mae-que-a-gente-deve-escutar

É  que reclama de tudo, de todos, da vida, do governo e do tempo, da tampa do vaso que fechou quando ele estava mijando, enfim, opõe-se a tudo, exige, reivindica e protesta sem parar. O mais engraçado, é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. A melhor táctica é deixá-lo falando sozinho e mudar o seu número de telefone urgente!

Vampiro Inquiridor:

deputado-jair-bolsonaro

Esse já vem de fábrica, com um acessório poderoso: Uma língua metralhadora, que dispara perguntas sobre tudo e não dá tempo para que a vítima responda. Na verdade, ele não quer respostas. Pretende, apenas, desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo normal de pensamentos. Para sair de suas garras, não ocupe sua mente à procura de respostas. Para cortar seu ataque, reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal e contundente e procure se afastar o mais rápido possível, de preferência para algum local onde um segundo encontro não seja possível, pelo menos por sete dias!

Vampiro Lamentoso:

fotos-blog-xonei2

Esses são profissionais, choram suas desgraças o tempo todo e, são, ultimamente, o tipo mais comum. Para sugarem a energia das vítimas, pois eles não atacam somente uma pessoa, mas várias e, se possível, ao mesmo tempo, usam o emocional e afetivo. Choram, lamentam-se e fazem de tudo para despertar pena… É sempre o coitado, a vítima. Só há um jeito de lidar com esse tipo de Vampiro: Cortando-lhes as  asas. Sabem, um corte profundo em suas lamentações, dizendo que não gosta de queixas, principalmente daquelas que não resolvem situação alguma.

Vampiro Pegajoso:

images (1)

Esse tipo aqui, investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos e com a língua, normalmente, se comunica tocando os corpos de suas vítimas. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele sugará sua energia. Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso, seja provocando náuseas e repulsa. Em ambos os casos, você estará desestabilizado e, portanto, vulnerável.

Vampiro Grilo-Falante:

11

O seu lugar preferido, a porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Fala durante horas, enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital. Para livrar-se, invente uma desculpa, levante-se e vá embora correndo.

Vampiro Hipocondríaco:

hipocondriaco

Esse adora uma receita e quer que você dê a sua a ele… Cada dia aparece com uma doença nova, se assistem uma matéria no Fantástico sobre alguma doença, então é melhor nem atender a sua ligação na segunda. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve com riqueza de detalhes, os pormenores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois se sente mal e, se duvidar, passa a sentir os mesmos sintomas.

Vampiro Encrenqueiro:

ismael-jorge-caballero-e-um-adolescente-encrenqueiro-que-se-envolve-com-o-crime-em-sr-avila-1369426545302_956x500

Muito cuidado com esse tipo de Vampiro, pois para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. Quer que a vítima compre sua briga, e quem não  fica do seu lado, é melhor tomar banho de água benta, pois isso provocando nele um estado raivoso, irado e agressivo.

Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar sua energia. Não dê espaço para a agressividade, mantenha sua calma e corte laços com esse Vampiro, de preferência, definitivamente.

manipulador01

FORMAS DE COMBATER OS VAMPIROS:

Infelizmente, não existe um método eficaz de combater  “Vampiros de Energia”. O ideal é aprender a lidar com eles… A melhor tática é a segurança interior e saber como o Vampiro pensa e age, estabelecendo então uma conduta eficaz para combatê-lo. Algumas táticas, infalíveis, usadas pelos Vampiros para nos desestabilizar energeticamente, é roubar nossa força vital. As mais comuns são o medo, a culpa e a irritação, que, também, desequilibra nosso campo energético.

images (2)

Fica valendo a seguinte regra: “Não fazer o jogo do outro”. Se você sabe que alguém quer provocá-lo, fique calmo. Observe-o e descubra suas fraquezas. Assim, aos seus olhos, ele deixará de ser um bicho-papão. Não entre na onda de negativismo que está no ar, fuja das conversas fiadas, dissimuladas  e, conheça-se muito bem. Se você sabe quais são os seus pontos fracos, pode mapear o caminho por onde o Vampiro tentará atacá-lo. Cuidar da saúde e da vitalidade física, além de buscar equilíbrio mental, emocional e espiritual, carregando sempre consigo um pequeno dente de alho, um vidrinho de água benta, também  o ajudarão a criar um campo energético forte e menos vulnerável às energias externas.

KIT-anti-vampiro

Outra dica valiosa, é cultivar a compreensão e a compaixão  pelos estados de espírito absolutamente positivos e fortalecedores. Lembre-se de que um Vampiro, acima de qualquer maldade (90% deles operam de forma inconsciente), é uma pessoa em profundo desequilíbrio e que precisa de ajuda. Mas, quando esse ser errante não aceita ajuda e esclarecimento, o melhor é afastá-lo do grupo… No entanto, como nem sempre é possível afastar certas pessoas, o melhor é tentar entender “por que” ela está em nossa vida.

images (3)

Os problemáticos podem ser verdadeiros instrutores, já que nos incentivam a cultivar a paciência, a compreensão, a criatividade, ou o perdão. O conselho é sempre o mesmo: Nunca se misture com a energia do Vampiro, não se deixe contaminar, não é fácil, mas é possível. Mantenha a calma, o bom humor e a positividade.

Antes de sair apontando o dedo para o próximo, descobrindo Vampiros em seus relacionamentos, faça um auto-exame, como falei anteriormente, pois essa análise de suas atitudes facilitará a sua observação se você não anda pegando energia “emprestada” dos outros também!

images (4)

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “VAMPIROS: COMO IDENTIFICÁ-LOS E COMBATÊ-LOS

  1. Evite o dreno energético: cubra os chackras (ou a parte atacada)com o material refletivo dos sacos de comidas secas de supermercado (aqueles metálicos brilhantes por dentro) Use roupas e pijamas brancos. Fortaleça a aura: Coma um dente de alho cru por dia (pode fatiar e engolir) Orgonita (Kriptonita de vampiro): resina orgânica+ aparas de metal + cristais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: