COMO UTILIZAR CORRETAMENTE A MAGIA DOS ARCANJOS!

 

 

 

“Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam”.

Clarice Lispector

Em momentos de crises, como o que estamos vivendo agora e em meio à tantas dificuldades, é comum, que todos, recorramos ao auxílio das entidades, dos seres de luz, dos anjos e doas arcanjos. Penso, que são nesses momentos, que nos aproximamos mais da Espiritualidade e de Deus, assim como corremos para as casas de nossos pais terrenos, quando algo não vai bem!

Desta forma, como sempre utilizei das forças angelicais, venho aqui compartilhar com vocês, algumas observações minha sobre os procedimentos, as magias que, ao longo de nossa jornada, buscamos para melhorar a nossa existência e a nossa sobrevivência. Espero que, de alguma forma, elas sirvam para clarear os pensamentos de todos vocês, ao buscarem seus propósitos!

Segundo a tradição dos estudo dos Anjos Cabalísticos, os Arcanjos, ou Príncipes são os supervisores hierárquicos dos 72 anjos ou gênios. Os anjos, ou gênios, são os regentes de cada dia do ano e protegem as pessoas nascidas nestes dias. Estão divididos em nove categorias angelicais e, cada uma destas categorias, tem funções e responsabilidades especiais, seguindo sempre as ordens de Deus. Portanto, quando praticamos qualquer magia relacionada aos Anjos ou aos Arcanjos, estamos nos impulsionando em direção a Deus, pois cada um deles, Anjos e Arcanjos, são representantes diretos de Deus. O arcanjo, supervisor hierárquico de cada categoria, tem a função de advogar nossa causa no Universo, conduzindo nosso pedido a Deus. E Deus, por sua vez, como Pai, jamais permitirá a qualquer de seus filhos uma concessão que o prejudique, por mais que este filho peça. Os pedidos que são concedidos por Deus a um ser humano sempre serão benéficos não oferecendo prejuízos futuros.

Quando entramos em contato com os Arcanjos estamos praticando um ritual e para qualquer ritual produzir resposta ou efeito é preciso ter um objetivo. Em seguida precisamos aliar a força da mente ao desejo para conseguir o objetivo desejado. A magia se apoia na inteligência e na exteriorização de uma poderosa vontade individual que em contato com as diversas forças da natureza, que muitas vezes estão dispersas, materializam o desejo inicial. A pessoa que pratica a magia, pode ser chamada de mago e oferece sua energia para que esta interaja com a energia de outros seres do Universo para atingir o objetivo desejado, motivo do seu ritual.


Quando um ritual é praticado com boas intenções e com a finalidade de auxilio próprio, ou de outras pessoas, o mago estará praticando a magia branca. Neste caso, a energia do mago, estará se misturando à energia dos seres sutis e benéficos e atrairá, em retorno para si, outras tantas energias positivas. Quando o mago procura minimizar o sofrimento alheio, sem interferir no livre arbítrio de cada um, os anjos e arcanjos se incumbem de transmitir ao mago a força e energia divina.

Em qualquer ritual é essencial a concentração, a preparação do ambiente, usar roupas claras e leves, ingerir alimentos leves antes do ritual, ter o coração calmo e sereno e em sintonia com as forças da natureza. Para se obter resultado num ritual é preciso entender que:

01 – Para atingir um objetivo, é preciso desejar muito, acreditando que este pedido se realizará e será aceito quando e como chegar. O seu pedido será atendido por intermédio dos anjos e arcanjos, que por sua vez, podem usar pessoas colocadas no nosso caminho para que o pedido seja realizado. Quando não temos certeza daquilo que estamos pedindo e quando não fazemos o pedido de forma clara, é comum que a realização do nosso pedido demore a se concretizar, devido as nossas próprias duvidas, portanto,  é importante quando fizermos um pedido, sempre usar a afirmação “para o bem de todos os envolvidos“ e “que venha com a GRAÇA DE DEUS!”,pois o que pedimos não pode e não deve alterar, ou influenciar a vida de qualquer outra pessoa.

02 – Nunca, mas nunca mesmo, peça o que já pertence a alguém em qualquer situação, especialmente, nas situações afetivas. Cuidado com o livre arbítrio dos outros envolvidos e em adquirir carma de relacionamentos desnecessários;

03 – Não se lamente quando fizer seu pedido para não colocar obstáculos na sua realização: agradeça sempre, aos anjos, aos arcanjos e a Deus e, lembre-se, sempre, que é sua fé que irá lhe curar, fazer você prosperar e harmonizar-lhe;

04 – Não interrompa seu ritual. Se ao iniciá-lo decidiu que o fará por um período que poderá ser 3 dias, 7 dias, 21 dias ou mais, não interrompa-o. E, se por algum motivo o interromper, comece tudo de novo. Durante o período do seu ritual evite palavrões, bebidas, brigas, fofocas e respeite todos os seres vivos.

Boa sorte à todos e que o bem prevaleça sempre!

Para maiores informações, por favor, façam contato pelo: espacoholisticoodara2013@gmail.com, ou pelo 098-999525392

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: