SEU MAPA ASTRAL É SEU GPS PESSOAL, VOCÊ SABIA DISSO?

Eu costumo dizer, que não adianta nada a gente usar a astrologia para tentar “prever o futuro” se não soubermos nem o que se passa com a gente no presente. É como arrumar as malas, sem saber para onde está indo viajar… Dificilmente você vai levar o que precisa, ou que gostaria, se soubesse qual é o seu destino final. Na astrologia, a gente diz que se conhecemos o Sol, a Lua e o Ascendente de uma pessoa, nós “desvendamos” 80% da sua personalidade. O resto são como se fosse temperos, cores, ou nuances, que deixam cada pessoa ainda mais única e especial.

O Sol como seu Lado A

O Sol é o centro do nosso sistema, na verdade uma estrela, em torno do qual todos os demais planetas giram. Com sua irradiação, tudo em volta se enche de luz e vida. É ele quem acende a vida aqui na Terra, e o mesmo acontece com a função dele na Astrologia e no nosso mapa. Ele simboliza o centro da nossa identidade, nosso vigor, dá ânimo e vida a tudo o que fazemos. Por isso, quando o seu Sol brilha, você brilha também.

O signo onde você tem o Sol é, aquele mesmo que todo mundo sabe qual é, mas nem sempre sabe para que serve, vai iluminar não só sua essência, personalidade, natureza e temperamento, como dá um colorido muito particular ao seu universo e o modo como você o enxerga. Por exemplo, as pessoas do signo de Touro, enxergam o mundo como um lugar para se “construir” algo, enquanto quem é de Escorpião o signo oposto ao primeiro, enxerga seu universo como uma oportunidade de transformação.

Mas não pára por aí. A casa onde “mora” o seu Sol faz com que você tome consciência de como aplicar seus talentos. Em que área da sua vida você desenvolve maior consciência sobre sua importância? Como e onde está seu potencial de brilhar? Ao viver seu Sol por inteiro, você passa a ser o piloto do seu próprio barco, passa a sentir que a vida faz sentido, e vale a pena!

A Lua como seu Lado B

Se eu te disser que descobrir seus talentos não é o bastante, você acredita em mim?

Pois é, descobrir e viver ao máximo, aquilo que você faz bem pode ser muita coisa e já é o primeiro passo em direção a um trabalho, ou um negócio que reflita a sua personalidade. Mas, chega uma hora que exercer sua vocação pode ser pouco. Muita gente se preocupa em fazer o que gosta, mas poucas correm atrás de gostar do que fazem.

Calma, eu explico!

Vamos imaginar que Maria adora escrever. E ela faz isso muito bem desde pequena. Talvez, por esse motivo, ao chegar a hora de escolher uma profissão, Maria decida fazer Jornalismo. Ela vai super bem na faculdade e logo arranja um emprego. Tem uma carreira brilhante pela frente. Mas Maria não é feliz!

Mas como? Ela mesma não sabe. Porque ela tinha tudo para ser bem sucedida, mas sente como se tivesse um “buraco” na sua vida. Provavelmente, Maria se esqueceu de preencher um lado fundamental da sua personalidade : seu lado emocional.

Pensando no exemplo acima, o jornalismo poderia atender a porção Sol da Maria, que tem a comunicação e expressão como seu ponto forte, como veículo para expressar seus talentos. Mas, essa mesma atividade pode não atender a sua Lua, ou seja, a parte da Maria que, provavelmente, precisa se alimentar emocionalmente de alguma outra coisa. Se ela tem uma Lua em Câncer, por exemplo, para Maria o ambiente de trabalho é essencial para expressar sua criatividade e a competição entre os colegas, tira o prazer que ela tem do trabalho. Talvez fosse bom trocar o escritório por um trabalho em home office.

E se Maria tem uma Lua em Aquário? Bom, aí é outra historia! Trabalhar todo o dia no mesmo lugar, com as mesmas pessoas e escrevendo sobre os mesmos assuntos é a morte pra ela. Quem sabe batalhar por uma vaga como correspondente não seja uma boa?Entende que o problema não é o jornalismo e sim como ela vive essa atividade?

É assim que funciona a nossa Lua. Ela nos mostra que tipo de pessoas, situações ou experiências precisamos ter e viver para nos sentirmos realizados, emocionalmente abastecidos. O que precisa estar bem, para você se sentir bem?

E digo mais. A lua ainda representa nossos sentimentos, reações, hábitos, ou seja, o inconsciente pessoal. Você já parou para pensar em como você sente? Essa é uma informação que pode fazer toda a diferença na maneira como você vive o seu trabalho e negócio.

Mas tem também um Lado C – O Ascendente

O Ascendente é ponto onde dizemos que o mapa astral começa, porque ele é justamente o signo que estava ascendendo no horizonte no momento do seu nascimento. Por isso, é tão importante saber não só a data, como também o local e o horário que você nasceu. Dependendo da cidade, o signo ascendente é diferente. O mesmo vale com o horário, muitas vezes, alguns minutos podem fazer grande diferença porque o signo muda também.

Mas, o que te interessa mesmo, é saber que o Ascendente é aquilo que “parecemos” ser. Você vai entender que todos nós temos a influência de um signo diferente em cada área da nossa vida. E o Ascendente, determina o signo que “escolhemos” parecer à primeira vista, mesmo que no fundo, a gente seja muito diferente daquela primeira impressão que causamos.

Diz aí quantas vezes você já não se enganou com uma pessoa que à primeira vista, parecia super antipática, e quando você conheceu melhor, viu que ela era uma fofa? Provavelmente, essa pessoa tem um ascendente em um signo mais introspectivo e que precisa ganhar confiança nas pessoas e situações para se sentir confortável, um ascendente em capricórnio, touro ou escorpião são assim…

Por outras vezes, você pode ter achado que alguém era super racional, livre e desimpedido, mas na hora do “vamos ver”, percebeu que na intimidade, aquela mesma pessoa era passional, ou muito mais carente do que aparentava… Provavelmente, o Ascendente em Sagitário, ou Aquário disfarçaram bem essa questão da relação íntima da pessoa…

Por isso, eu digo que o Ascendente é como se fosse uma roupa, um estilo pessoal que escolhemos para nos comportar no mundo. É a impressão pessoal que se quer transmitir e que se transmite. E este comportamento pode, ou não, “combinar” com as características do signo solar e lunar. Isto é, você pode ser “azul” (Sol), gostar de azul (Lua) e usar azul (Ascendente). É mais fácil assim, certo? Depende!

Também, existem pessoas que nascem “azul”, mas só usam “vermelho”, porque se sentem mais seguras e bonitas assim. Isso não é bom, nem ruim. É fato!

Portanto, quanto antes você puder se conhecer, saberá respeitar o que você precisa ter e sentir das pessoas, situações e experiências, para que se entregue a elas, e assim, tire o melhor proveito da sua combinação entre essência, realização e comportamento.

O ascendente dá o tom de como você vê e é vista pelo mundo. Ir de acordo com o potencial deste signo faz com que você se torne mais forte diante do que acredita, o que por sua vez, faz toda a diferença nas suas ações. E para uma empreendedora, nada mais importante do que saber qual é a marca que você quer deixar no mundo.

Solicite o seu Mapa Astral completo e interpretado aqui No ESPAÇO HOLÍSTICO ODARA, através de nosso e-mail: ESPACOHOLISTICOODARA2013@GMAIL.COM.

Aguardamos o seu contato!

02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: