TESTE PARA SABER SE VOCÊ É CHATO(A).

 

O que é ser uma pessoa chata?

Creio que o primeiro passo, é identificar o que se refere o termo “pessoas chatas”, pois tenho certeza que para pessoas diferentes, deva haver percepções diferentes do que seria a chatice alheia. Acredito que alguns consideram chata a pessoa, que manifesta comportamentos percebidos como desagradáveis, como por exemplo, ser insistente em solicitações, ser repetitivo em certas frases, ou palavras, incluir-se em certos grupos sem avaliar a receptividade, ou falar demais sobre um só assunto, ou não perceber quando seus assuntos não agradam outras pessoas, reclamar demais sem que as demais pessoas reconheçam mérito, etc.

Algumas pessoas sofrem com a companhia de pessoas que consideram chatas, outros podem considerar a si mesmos como chatos e, há até, quem sofra com o que chamam de “conviver consigo mesmo”. Lidar com pessoas consideradas chatas pode ser mais difícil quanto mais obrigatório a convivência. Por exemplo, ao deparar com pessoas que apresentam comportamentos percebidos como desagradáveis numa fila de supermercado pode não ser tão doloroso, pois tanto pode-se mudar de fila como, também, não se demorará tanto tempo numa fila. Mas, quando a pessoa chata estiver presente de forma contínua e sem possibilidades de sair desta situação, o sofrimento pode ser maior. Por exemplo, quando esta pessoa for membro da família, um colega de trabalho, etc. Há casos onde pessoas optaram por grandes perdas, apenas para se livrar de pessoas chatas, como pessoas que saíram de seus empregos por dificuldade em lidar com pessoas às quais não percebeu possibilidade em conviver elas. Creio que para tomar uma decisão desta, deve-se colocar na balança, qual a maior perda entre tentar lidar com a pessoa chata e tomar atitudes mais drásticas.

Para quem deseja formas de lidar com estas pessoas podemos identificar alguns caminhos. Um deles pode ser o entendimento do que está chateando esta pessoa, será que apresenta alguma sensibilidade especial a um determinado tipo de comportamento? Será que este comportamento representa alguma vivência anterior?

Quais as interpretações e percepções que esta pessoa está fazendo referente ao comportamento do chato em questão? Seria possível identificar novas formas de entender esta pessoa considerada chata? Considero a assertividade um ponto importante para o domínio de situações desagradáveis, pois o comportamento assertivo, pressupõe habilidade em se posicionar diante de situações delicadas de forma tranquila, sem agressividade ou passividade. Talvez, algumas pessoas consideradas chatas, não percebam o que está ocorrendo. Talvez, ela sinta tranquilidade em suas ações de forma a não entender que outras pessoas possam lhe considerar chata. É possível, que algumas vezes, apenas um determinado grupo considere esta pessoa chata e muitas outras pessoas a considerem interessante. Seria o caso de avaliar onde há sintonia com sua forma de ser? Seria o caso de tocar no assunto com estas pessoas? Seria o caso de mudar algo?

São perguntas bem interessantes e acredito que muitos gostariam de ter uma fórmula que pudesse ser utilizada por todos, mas acredito que cada dinâmica cria possibilidades diferentes. Por exemplo, para alguns, em algumas situações pode ser interessante avaliar o que estas pessoas não aprovam em seu modo de ser. Avaliar quando trata-se de algo que ele pode concordar que seria mais proveitoso tentar mudar, ou se ele percebe que são as pessoas que o tacharam de chatos é que poderiam ter maior proveito em mudar seus conceitos. Considero interessante observar casos onde a pessoa chamada de chata tem consciência do que ocorre, mas ainda assim, sente até um certo orgulho nisso. Talvez, ela interprete isso como sendo qualidades, pois se para alguns a insistência, por exemplo, é considerada negativo, essa pessoa pode perceber que foi justamente esta característica que a levou a lugares interessantes em sua vida.

Existem pessoas que consideram a maior parte da população chata, da mesma forma, consigo pensar em pessoas que lidam bem com qualquer personalidade e sentem-se tão bem perto de outras pessoas que não se incomodam com certas “mazelas” alheias, podem de certa forma relevar pois, consideram que a imperfeição faz parte na natureza humana. Um fato interessante é que percebo, que é comum em quadros depressivos a pessoa ter dificuldade em sentir prazer na companhia de outras pessoas, e, nestes casos a grande maioria das pessoas com quem convive pode ser considerada chata, até mesmo por motivos, que não incomodariam a maioria das pessoas. Pode ser que uma certa dose de autodefesa seja útil. Pode ser que a pessoa que lida extremamente bem com todas as pessoas, independente do que elas façam, pode estar permitindo que sejam invasivas, ou causem algum prejuízo. São casos que pode ser interessante avaliar porque ela permite isso. Existe um teste que foi elaborado por Psicólogos e Terapeutas, que nos ajudam a saber se somos, ou não, pessoas chatas. Você se habilita a fazê-lo?

Importante: seja muito sincero nas suas respostas, isso lhe dará um diagnóstico próximo do 80% de acertos. E aí, vamos fazer? Afinal, não adianta negar. Se você chegou até aqui, é porque, provavelmente, alguém já te chamou de chato. Ou então porque, você é bom de autocrítica e deseja melhorar. De qualquer jeito, você está no caminho: o primeiro passo é reconhecer a própria chatice.Depois que terminarem, deixe aqui os seus comentários!

  T     E     S     T     E     :

 

Pergunta 1: Você tem muitos ou poucos amigos?

  1. A) Acho que tenho os amigos que preciso!
  2. B) Não. Parece que ninguém gosta de ficar ao meu lado!
  3. C) Não consigo contar o número de amigos que tenho!

 

Pergunta 2: Você tem um melhor amigo?

  1. a) Não sei, acho que não.
  2. b) Não.
  3. c) Sim.

 

Pergunta 3: Você costuma ser convidado para festas e eventos entre amigos?

  1. a) Tirando a festa de aniversário do meu tio-avô e o meu aniversário, não!
  2. b) Sim. Nem sempre consigo ir a todas as festas que me convidam.
  3. c) Não. Uma ou duas por ano.

 

Pergunta 4: O que acontece quando você entra em um grupinho que conversa?

  1. a) Eu tento me integrar mas logo todos ficam sem assunto e vão embora.
  2. b) Eu fico tímido e acabo não falando nada.
  3. c) Eu puxo assunto e logo todos estão prestando atenção em mim.

 

Pergunta 5: O que você faz quando é ignorado?

  1. a) Grito e cutuco a pessoa até que ela me dê atenção.
  2. b) Me sinto ofendido e não procuro mais a pessoa.
  3. c) Levo na esportiva e entendo a situação.

 

Pergunta 6: Em um trabalho em grupo na escola o que você faz?

  1. a) Faço o trabalho sozinho para não correr o risco de sair errado.
  2. b) Corro pedir que algum grupo me aceite antes que todos se organizem.
  3. c) Procuro ser delicado com as pessoas que me convidam e escolho logo o meu grupo.

 

Pergunta 7: Numa discussão sobre religião ou política como você se comporta???

  1. a) Eu tenho minha opinião, mas não falo nada para evitar discussões.
  2. b) Eu falo o que penso e quero que todos vejam as coisas pelo meu ponto de vista.
  3. c) Eu escuto todos e digo o que penso, sem me exaltar ou criticar os outros.

RESULTADO DO TESTE PARA SABER SE VOCÊ É CHATO(A):

MAIORIA DAS RESPOSTAS A:

Você não pode ser considerado chato embora tenha dificuldade de se sociabilizar. Tente ser menos tímido e pensar mais em interagir com quem está a sua volta. Seu caso não está perdido!

MAIORIA DAS RESPOSTAS B):

Cuidado! Você tem grande propensão a ser um chato em potencial. Procure respeitar mais o espaço dos outros e evite incomodar quem você gosta. Garanto que você passará a ter muitos mais amigos.

MAIORIA DAS RESPOSTAS C):

Relaxe, você não é um chato. Muito pelo contrário, suas atitudes mostram que você é bem popular e seu jeito agrada bastante seus amigos. Continue assim!

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: